Follow by Email

domingo, 14 de abril de 2013

O fotógrafo Boris Kossoy e sua nova exposição

"Minha intenção era construir representações paralelas
do real, um universo fantástico e subjetivo"

O fotógrafo, professor e pesquisador nasceu
em 1941, e desde 1971 firmou-se como um dos principais
teóricos e historiadores de fotografia no Brasil. 
Em sua nova exposição Boris Kossoy evoca seu mundo flutuante em um universo de prazeres, amores, perfumes e dores que mudaram sua vida. Tudo isso é mostrado a partir de paisagens, ruas e praças, por meio do olhar do fotógrafo através das janelas, diante de espelhos, pelo interior de vitrines, nas telas do cinema e da TV e dos aparelhos eletrônicos.
Suas obras fazem parte de importantes coleções permanentes, como do Museum of Modern Art – MoMA, N.Y; George Eastman House, Rochester, N.Y; Smithsonian Institution, Washington, D.C.); Bibliothèque Nationale de Paris, Paris, França; 
Museu de Arte de São Paulo, São Paulo, SP, entre outras.
É autor do livro de fotografia Viagem pelo Fantástico (1971), e dos livros de história da fotografia Hercules Florence, 1833: a Descoberta Isolada da Fotografia no Brasil (1977); Origens e Expansão da Fotografia no Brasil: Século XIX (1980); Álbum de Fotografias do Estado de São Paulo, 1892 (1984); São Paulo, 1900: Imagens de Guilherme Gaensly (1988); Fotografia e História (1989); O Olhar Europeu: o Negro na Iconografia Brasileira do Século XIX, este em parceria com a historiadora Maria Luiza Tucci Carneiro (1994); Realidades e Ficções na Trama Fotográfica (2002); Dicionário Histórico-Fotográfico Brasileiro (2002); A Imprensa Confiscada pelo DEOPS, 1924-1954 (2003); Os Tempos da Fotografia: o Efêmero e o Perpétuo (2007).



A clínica (1971 - Viagem pelo Fantástico)


O maestro (da série Viagem pelo Fantástico)


Surpresa na estrada (1970 - Viagem pelo Fantástico)

Hommage à Escher (São Paulo, 2000)
da série Hommage

Sem título (Itapecerica da Serra, 1993)
foto da exposição Busca-me

Aeroporto (São Paulo, 1971)

Viaduto (1970)


Sem título, (Viena, 2012)
foto da exposição Busca-me

foto da exposição Busca-me

Memórias do Sr. Américo (São Paulo)

Outros Tempos (São Paulo, 1970)
da série Viagem pelo Fantástico

Manifestação contra Guerra do Vietnã
da série Cenas de Nova York

Sem título, (Paris, 1990)



Na mostra "Busca-me" é possível ainda ter acesso ao 
livro "Viagem pelo Fantástico" (1971), e na minha opnião a sua
melhor série, onde há forte nfluências do Surrealismo em
seus cenários criados para transportar-nos para seu universo
onde realidade e ficção coexistem.
Você pode ler o texto curatorial clicando aqui.

"Pra mim fotografia é memória pela própria natureza fotográfica"
(kossoy)

‘Busca-me’, de Boris Kossoy
Galeria Berenice Arvani, 540 – Jardim Paulista – São Paulo – SP
Tel: (11) 3082-1927
De segunda a sexta, das 10h às 19h30
Até 19 de abril
Entrada gratuita
Gostou?! Então segue a gente.